Como a terapia com Hipnose Condicionativa atua com os drogadependentes?

Como a terapia com Hipnose Condicionativa atua com os drogadependentes?


Antes de mais tudo, sabemos com muita tristeza que o número de dependentes químicos está crescendo cada vez mais, desestruturando totalmente a vida do dependente, familiares, amigos próximos, causando  prejuízos para a sociedade, onde o mesmo fica sem produzir, deixando de se oferecer produtivamente para o meio.

Sabemos que os vícios são oriundos em sua grandiosa maioria, de registros emocionais de péssima qualidade onde o mesmo não consegue se livrar sozinho e parte para o alívio químico, onde, no decorrer do tempo, não consegue aliviar suas dores emocionais e tampouco se livrar da droga.

A Terapia com Hipnose Condicionativa atua diretamente nas "causas", onde os medicamentos e as drogas não chegam, que é na mente. A drogadependência é um sintoma, se não tratar a causa, dificilmente, o indivíduo terá condições emocionais para libertar-se.


Memorizar melhor?  Envolva todos os sentidos.

Memorizar melhor? Envolva todos os sentidos.


Antes de mais tudo, sabemos como é desafiante gravar informações na hora que mais precisamos, o Professor Luiz Crozera dá a seguinte dica:

Nós aprendemos mais e retemos melhor na memória, quanto mais sentidos envolvermos neste processo. Lembre-se que as cores, a música, o gestual, os odores, também são informações fundamentais para a aprendizagem. Portanto, saia da mesmice das anotações lineares e do estudo "silencioso". Agite! Envolva-se! Invente! Experimente! Quanto mais "prazer" você produzir, melhores serão os resultados!  Envolva todos os seus sentidos (audição, olfato, paladar, tato e visão) na aprendizagem.
 


EQUILÍBRIO  EMOCIONAL, ESTOU POSSUINDO?

EQUILÍBRIO EMOCIONAL, ESTOU POSSUINDO?


Antes de mais tudo, sabemos que nenhum ser humano consegue ser equilibrado o tempo todo, mais é fundamental que o seja a maioria do tempo.

O Professor Luiz Crozera da dicas sobre o importante tema dizendo que:

Você é, age, pensa e sente de uma determinada forma, e para saber a razão disto, precisa se conhecer energeticamente, saber que tipo de influência exerce e como é influenciado, não só pela sua própria energia, como pela dos outros, e também pela energia de tudo que se encontra a sua volta.
Para mantermos este nível energético equilibrado, é necessário que, em primeiro lugar, procuremos nos conhecer e nos avaliar, através de uma auto-análise (com ou sem ajuda profissional), de forma a conseguir uma integração psico-espiritual plena.
 Sentimentos negativos exacerbados como o medo, chegando até, às vezes, ao pânico, e a culpa, bloqueiam totalmente essa energia, de forma a acarretar um desequilíbrio, já que deixa a pessoa insegura e fragilizada, até mesmo impotente e paralisada. 
Conhecer suas falhas e aprender como lidar com elas da melhor forma, evita a ruptura abrupta deste equilíbrio, centralizando emoções e desta forma mantendo-se em harmonia consigo mesmo, com as pessoas e o meio a sua volta, com isto possibilitando sempre uma renovação através de trocas e descargas energéticas.


 A mente é "obediente"

A mente é "obediente"


Antes de mais tudo, o Professor Luiz Crozera esclarece que:

Todas as informações percebidas pelos sentidos são interpretadas pelo cérebro como verdades, de acordo com os padrões anteriormente registrados. Por exemplo: se você diz ao seu cérebro que um vulto indecifrável que surge durante a noite é alma-penada, ele "aceitará" esta informação como verdade e passarão a identificar todos os vultos assim, como almas-penadas. Mesmo que elas não existam.
 
Da mesma forma, seu cérebro entende como "verdadeiras" todas as opiniões que você tem a seu próprio respeito. Se você "repete" que é inteligente, seu cérebro "aceitará" esta informação e passará a seguir os padrões de raciocínio de uma pessoa inteligente. Se você afirma que é "feio", seu cérebro também aceitará e registrará a sua imagem como "padrão de feiúra" sempre que for requisitado.

Escolha as melhores orienrtações para sua mente.


 Você pode aprender tudo o que quiser, sem limitação!

Você pode aprender tudo o que quiser, sem limitação!


Antes de mais tudo, o Professor Luiz Crozera esclarece que:

      Para que você tenha uma idéia da sua capacidade de aprendizagem, observe como você aprendeu a fazer coisas "dificílimas" como andar e falar, quando seu cérebro ainda nem estava completamente formado. Aprendeu e nunca mais esqueceu. E mais importante ainda: você aprende diariamente muitas coisas novas sem mesmo perceber que está aprendendo. A sua capacidade de aprendizagem é ilimitada. Tudo o que alguém aprendeu a fazer, você também é capaz de aprender. Aquela história de que "algumas pessoas são mais inteligentes do que outras" é história da carochinha. Está cientificamente provado que não há cérebros superiores ou inferiores na raça humana. Todos os cérebros são estruturalmente iguais; a diferença fica por conta do uso que dele se faz. Enquanto uns ficam absorvendo besteiras na TV e na Internet, outros preenchem o tempo criado e desenvolvem coisas.